2 Pratos Incontornáveis da Gastronomia Portuguesa

Imagem-publicação-Escreva para Nós-2 Pratos Incontornáveis da Gastronomia Portuguesa

A cozinha portuguesa é surpreendentemente rica. Isso já todos sabemos. Qualquer que seja o tipo de prato, a nossa gastronomia oferece várias opções de excelência. Mas e se tivéssemos de escolher um prato salgado e outro doce que estejam profundamente arraigados no paladar das poluções?

Francesinha

Imagem-publicação-Escreva para Nós-2 Pratos Incontornáveis da Gastronomia Portuguesa-Francesinha

Acreditamos que não há qualquer português que nunca tenha ouvido falar da francesinha. Na verdade, muito poucos nunca experimentaram esta iguaria do Norte.

É simplesmente inegável que a francesinha é uma verdadeira bomba calórica, mas é um prato que faz

as delícias de incontáveis portugueses, os quais, pelo menos ocasionalmente, não conseguem resistir a apreciar esta ímpar comunhão de sabores.

Se quer provar uma francesinha de qualidade incomparável deve ir ao Porto. Ou pelo menos, procurá-la na região norte. Imagine uma simples sandes de queijo e fiambre. Agora tente idealizar como seria o conceito levado ao extremo.

Não pense mais. O expoente máximo é nada menos do que a francesinha. A quantidade de queijo é mais do que triplicada. E nem vale a pena começarmos a falar da quantidade de enchidos. Digamos apenas que o resultado final é, no mínimo, de encher a barriga. Em cima de tudo, falta espalhar o famoso molho.

Ao longo dos tempos, incontáveis restaurantes, tascas e bares no país, desde os pontos gastronómicos de baixo custo às alternativas de calibre gourmet, têm ajustado a receita da francesinha ao seu menu. Acredite no que dizemos. Ao todo, de norte a sul de Portugal,existem dezenas ou centenas de versões da francesinha dignas de experimentar.

Arroz doce

Imagem-publicação-Escreva para Nós-2 Pratos Incontornáveis da Gastronomia Portuguesa-Arroz doce

De uma bomba calórica salgada passamos a uma bomba calórica doce. É verdade, os portugueses têm um carinho especial por pratos bem sustentáveis. Felizmente, a maioria não os come regularmente. Por isso, quando são servidos, é como se fosse dado o apito para celebrar com a família e os amigos.

O arroz doce é um desses pratos que invocam um sentimento familiar, reconfortante, comemorativo e intemporal. No fundo, português. De facto, ninguém pode contestar que a autoridade nacional no que toca à arte de fazer um belo arroz doce são as avós lusitanas.

Praticamente em cada região de Portugal, há uma variação típica da receita de arroz doce, muito à semelhança do que se passa com a francesinha. No entanto, um ponto é universal: a consistência deve ficar similar à de um pudim. Geralmente, os apreciadores preferem que se use limão na cozedura e que, no final, o arroz seja polvilhado com canela.

O arroz doce é uma iguaria que alcança um equilíbrio memorável e harmonioso entre sabor, fragrância e textura. À primeira colherada, o corpo enche-se de conforto.

Admita. Já está cheio de vontade de ter uma bela francesinha ou um delicioso arroz doce à sua frente.

4 Restaurantes em Lisboa com Pratos Deliciosos e Preços Acessíveis

Imagem-publicação-4 Restaurantes em Lisboa com Pratos Deliciosos e Preços Acessíveis

Estes quatro restaurantes em Lisboa tratam bem o seu paladar, a sua barriga e a sua carteira.

Zé dos Cornos, Castelo de São Jorge

Imagem-publicação-4 Restaurantes em Lisboa com Pratos Deliciosos e Preços Acessíveis-Zé dos Cornos, Castelo de São Jorge

De ambiente típico, pautado pelos assentos de madeira e pelas mesas corridas, o restaurante Zé dos Cornos é um local simples e descontraído.

Os pratos a não perder são o bacalhau assado, a feijoada e o entrecosto. Até mesmo os acompanhamentos fazem as delícias dos visitantes, como o arroz de feijão e a salada de tomate.

Sé da Guarda, Oeiras

Imagem-publicação-4 Restaurantes em Lisboa com Pratos Deliciosos e Preços Acessíveis-Sé da Guarda, Oeiras

O restaurante

Sé da Guarda compromete-se a servir à mesa as melhores e mais frescas opções de peixe, desde os jaquinzinhos à pescada. A tradicional açorda, o arroz de feijão e o arroz de tomate são os acompanhamentos mais apreciados.

Os pratos de carne são também de qualidade assegurada. Entre os destaques, encontram-se a entremeada de leitão, a mão de vaca, o pato assado e a dobrada.

A Provinciana, Santa Maria Maior

Imagem-publicação-4 Restaurantes em Lisboa com Pratos Deliciosos e Preços Acessíveis-A Provinciana, Santa Maria Maior

A Provinciana é um dos restaurantes mais concorridos de Lisboa. Ora, esse é desde logo um atestado à qualidade dos pratos. Se prefere apreciar os deliciosos sabores num ambiente mais tranquilo, não chegue muito depois do meio dia.

Este canto gastronómico serve pratos especiais que apenas estão disponíveis nos seus dias específicos. Por exemplo, à segunda feira cozinha-se o bacalhau à minhota, à quarta, o pernil, e ao sábado, a caldeirada de bacalhau.

A Provinciana destaque-se pelo preço das opções. Os pratos mais clássicos, como o bitoque, os chocos grelhados e a alheira com ovo, rondam os 5 euros.

Taberna da Casa do Alentejo, Santa Maria Maior

Imagem-publicação-4 Restaurantes em Lisboa com Pratos Deliciosos e Preços Acessíveis-Taberna da Casa do Alentejo, Santa Maria Maior

À semelhança do restaurante A Provinciana, a Taberna da Casa do Alentejo pode ser visitada em Santa Maria Maior. Se está à procura de uma atmosfera única, este é o lugar para si.

A combinação entre tradição, requinte e simplicidade está presente em todos os aspetos da taberna, desde o menu à decoração. Ainda assim, esse equilíbrio é conseguido de forma subtil e com extremo bom gosto.

A Taberna da Casa do Alentejo é um sítio ótimo tanto para as refeições principais, como para o chamado lanche ajantarado. Os petiscos que fazem as delícias dos regulares são as migas, o choco frito e o pica-pau. As opções de carne são variadas e de qualidade indiscutível.

Recomendamos a tradicional sandes alentejana com paio e queijo de ovelha, reconfortante e muito em conta.

Em Lisboa, nunca esgotará todas as excelentes opções de restaurantes bons e baratos!